O governador Rui Costa assinou na manhã desta segunda-feira (9) a ordem de serviço para a construção da nova rodoviária de Salvador. O ato foi formalizado no bairro de Águas Claras, às margens da BR-324, onde será instalado o futuro terminal — em uma área de 200 mil metros quadrados. O investimento estimado é de R$ 120 milhões. A estimativa é que a obra seja concluída num prazo de dois anos.

“É um ganho não só para a capital mas para toda a região metropolitana e também para a população do interior. Atualmente, a rodoviária utilizada não condiz mais com a realidade da Bahia. É ultrapassada. A nova rodoviária será uma construção moderna, ambientalmente sustentável, pois terá reuso de água e geração de energia solar, e terá um pé direito bastante elevado, o que significa conforto acústico e térmico, tudo dentro dos padrões mais sofisticados no ponto de vista técnico”, explicou o governador.

De acordo com o governador, “a nova rodoviária será o lugar de maior embarque e desembarque do Norte Nordeste. “Teremos o terminal de ônibus de grande porte para desembarcar todos os passageiros dos ônibus metropolitanos, dos ônibus que circulam no entorno da rodoviária, além dos intermunicipais e interestaduais. Esses ônibus não entrarão mais em Salvador, portanto não irão mais contribuir para o engarrafamento na cidade. Aqui no entorno, teremos ainda um polo gerador de empregos. Daqui a alguns anos, com essa construção, a região terá uma verdadeira revolução urbana, com crescimento imobiliário e comercial.”

A empresa responsável pela obra terá o prazo de 24 meses para a execução do serviço. O projeto da nova rodoviária prevê uma estrutura mais moderna e integrada ao sistema de transporte da capital. Comparando com a atual rodoviária, a parte do terminal triplicará de tamanho saltando de 22 mil metros quadrados para 70 mil metros quadrados.

O secretário estadual de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti, informou que o sistema viário da região que abrigará o novo equipamento passará por intervenções. “Além desse complexo que será um dos maiores eixos de transbordo de passageiros do Brasil, serão realizadas intervenções viárias no entorno, como uma alça no viaduto da Estrada Velha, mais três novos viadutos e um novo acesso para a Avenida 29 de Março. Tudo isso vai criar uma nova forma de circulação nesta região”, afirmou.

Escola

Após o ato autorizando a obra da nova rodoviária, o governador seguiu para o Colégio Estadual Renan Baleeiro. A unidade é uma das escolas da capital que passarão por um processo de modernização da sua estrutura. A visita foi acompanhada pelo secretário da Educação, Jerônimo Rodrigues.

 

 

 

Redes Sociais


Fale Conosco

Preencha os campos abaixo, e assim que possível entraremos em contato
Enviando...
Mariani 24h © Copyright 2021