O ministro da Economia, Paulo Guedes afirmou que a  centralização de várias ações no Ministério da Economia permitiu uma agilidade maior do governo nas respostas à crise da covid-19. De acordo com ele, não haverá falta de recursos para a compra das vacinas para a imunização da população.

Ainda de acordo com o ministro, o Brasil não perdeu postos de emprego formal e a criação do auxílio emergencial possibilitou a recuperação da economia. "O valor de 600 reais deu um empurrão na economia, embora com um fôlego menor. Agora, vai acabar o auxílio, mas economia está voltando em 'V".

Na visão de Paulo Guedes, os gastos do governo não vão salvar o país no pós-pandemia. Ele disse que o gasto público não pode ser visto como uma solução e que o controle dos gastos previdenciários e do serviço público podem ajudar no equilíbrio das contas.

 

 

 

 

 

 

Redes Sociais


Fale Conosco

Preencha os campos abaixo, e assim que possível entraremos em contato
Enviando...
Mariani 24h © Copyright 2021