Em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (18/12), o diretor de emergências da Organização Mundial de Saúde (OMS), Michael Ryan, afirmou que os próximos 3 a 6 meses da pandemia de Covid-19 serão difíceis.

 

Segundo ele, a transmissão provavelmente vai se intensificar neste período em locais onde o vírus ainda está circulando. Países que tiveram sucesso no controle do coronavírus também não têm garantia de sucesso no futuro. “O que importa é o que estamos fazendo agora”, afirma.

Ryan tranquilizou países que não tiveram acesso à vacina até o momento, lembrando que esta primeira leva do imunizante tem quantidade limitada e preço alto. O diretor de emergências diz que “o que se perde no começo pode ser recuperado em efetividade e velocidade no final. Não podemos encarar como um jogo de vencedores e perdedores”.

Porém, ele criticou a corrida nacionalista pelas vacinas contra a Covid-19. “Precisamos chegar ao final desta corrida juntos. Chegar antes dos outros não adianta. Temos que ser mais tolerantes e pacientes, as coisas vão para a frente em passos diferentes. Mas ações que deviam ser de responsabilidade coletiva se tornaram comparação, e esse não é o caminho”, afirma.

 

 

 

 

 

 

Redes Sociais


Fale Conosco

Preencha os campos abaixo, e assim que possível entraremos em contato
Enviando...
Mariani 24h © Copyright 2021