Organizações de alunos, como a União Nacional de Estudantes (UNE) e a União Brasileira de Estudantes Secundaristas (Ubes), pedem o adiamento do Enem por temerem o aumento de novos casos da Covid-19 no país. Nesta segunda-feira, eles organizaram uma manifestação nas redes sociais defendendo a mudança da data com o uso da #adiaenem, que está entre as mais comentadas no Twitter.

Faltam apenas 12 dias para o primeiro dia do exame. Ele será realizado nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021, na versão impressa, e em 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021, na versão digital. Ao todo, mais de 5,7 milhões de inscrições foram confirmadas nesta edição, segundo o Inep.

Há uma segunda onda de contaminação e não existe um plano confiável de segurança sanitária para a hora da prova. Esse adiamento tem que vir junto com uma comissão de formada por profissionais de saúde, educação e alunos para pensar uma saída para prova. As escolas não têm estrutura para realizar prova durante cinco horas — diz Rozana Barroso, presidente da Ubes. — Quero que a prova aconteça. Mas precisa haver segurança.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Redes Sociais


Fale Conosco

Preencha os campos abaixo, e assim que possível entraremos em contato
Enviando...
Mariani 24h © Copyright 2021