A vacina CoronaVac teve 78% de eficácia nos testes clínicos feitos no Brasil, segundo anunciou nesta quinta-feira (7) o Instituto Butantan, que já pediu autorização à Anvisa para uso emergencial do imunizante contra a covid-19 no país. Em outros países que testaram a mesma vacina, contudo, esse número varia. Na Turquia, a eficácia chegou a 91,25%, ficando acima do que foi registrado por aqui.

Segundo Helio Bacha, consultor da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), as diferenças são normais por conta da demografia e geografia dos países. Por conta disso, é extremamente importante fazer os estudos "multicêntricos", em vários países do mundo, como tem acontecido com vários imunizantes nesta pandemia.

"Se houvesse uma expectativa de ter resultados iguais em diferentes países, não faríamos estudos multicêntricos. Fazemos porque temos respostas desiguais dependendo de geografia, condições climáticas, culturais e raciais", explicou Helio Bacha em entrevista ao jornal Zero Hora.

 

 

 

 

 

 

 

 

Redes Sociais


Fale Conosco

Preencha os campos abaixo, e assim que possível entraremos em contato
Enviando...
Mariani 24h © Copyright 2021