A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso emergencial das vacinas CoronaVac e de Oxford/AstraZeneca. Três dos cinco diretores da Diretoria Colegiada do órgão de regulação votaram a favor da utilização pública dos imunizante. A decisão da Anvisa passa a valer a partir do momento que houver a comunicação oficial aos laboratórios.

O primeiro voto favorável foi da relatora dos pedidos, Meiruze Sousa Freitas. A especialista condicionou a autorização ao Instituto Butantan, que desenvolve a CoronaVac no Brasil em parceria com a Sinovac, à assinatura de um termo de compromisso. O objetivo do documento é sanar alguns pontos do estudo, como a capacidade de imunização.

“Guiada pela ciência e pelos dados, a equipe concluiu que os benefícios conhecidos e potenciais dessas vacinas superam seus riscos. Os servidores vêm trabalhando com dedicação integral e senso de urgência”, destacou a relatora.

Após leitura do voto da relatora, expuseram seus posicionamentos os diretores Romison Mota e Alex Machado Campos. Este último foi indicação do bloco político do Centrão, já no governo de Jair Bolsonaro.

 

 

 

 

 

Redes Sociais


Fale Conosco

Preencha os campos abaixo, e assim que possível entraremos em contato
Enviando...
Mariani 24h © Copyright 2021