Mais da metade dos inscritos no Enem 2020 faltou ao primeiro dia do exame, realizado neste domingo (17) em meio ao avanço da pandemia de coronavírus.

Dos 5,7 milhões de inscritos, 51,5% (2.842.332) não compareceram ao exame. Essa é a maior taxa de abstenção da história do exame -na última edição, de 2019, os faltosos representaram 23,7%.

Apesar do alto índice de faltas, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, classificou como um sucesso.

"Fico satisfeito com o que fizemos em meio à pandemia, apesar da abstenção", disse o ministro em entrevista em Brasília na noite deste domingo (17). "Parte [da explicação pela abstenção foi] a dureza e medo da contaminação e parte de um trabalho de mídia contrária ao Enem que foi muito grande".

Além da alta taxa de faltosos, o segundo Enem realizado sob o governo Jair Bolsonaro (sem partido) foi marcado pela superlotação de salas e o impedimento de candidatos de diversos estados do país para fazer as provas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Redes Sociais


Fale Conosco

Preencha os campos abaixo, e assim que possível entraremos em contato
Enviando...
Mariani 24h © Copyright 2021