A proximidade do que seria o período tradicional de retomada das atividades escolares tem acirrado os ânimos em torno da discussão e dividido a opinião pública. Para o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB), a defesa das vidas é a condição essencial. 

"Nosso lema é a defesa da vida. A vida não se recupera. Estamos vendo um aumento muito grande de mortes por Covid-19 no mundo todo. Estamos na segunda onda. É uma tragédia", avalia Rui Oliveira, coordenador-geral da entidade representativa. Ele reafirma ainda que tem participado de reuniões com o governo do Estado e com a prefeitura de Salvador na perspectiva de avaliar o processo e as possibilidades de um eventual retorno. 

Para Oliveira, a defesa da vida está diretamente associada à vacina. Segundo ele, o retorno só pode ser trazer segurança após a vacinação da classe. Há algumas semanas, a Secretaria Estadual de Educação manifestou o pleito de que os professores sejam incluídos nos grupos prioritários para da vacinação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Redes Sociais


Fale Conosco

Preencha os campos abaixo, e assim que possível entraremos em contato
Enviando...
Mariani 24h © Copyright 2021