A Universidade do Estado da Bahia (UNEB) negou a denúncia sobre prováveis pagamentos em aberto com a empresa Convic, bem como com as demais terceirizadas que prestam serviço à instituição. Em nota, a Universidade afirma que as notas fiscais enviadas pelas terceirizadas são habilitadas para pagamento, mensalmente, após as empresas comprovarem o repasse integral aos trabalhadores vinculados ao contrato. No caso da Convic, a única nota que encontra-se em processo de liquidação é a referente ao serviço prestado no mês de dezembro de 2020 e habilitada no dia 11 de janeiro de 2021.

De acordo com a Uneb, em novembro de 2020 a Convic informou um pagamento prolongado do vale alimentação. Tal pagamento, referente ao período de 1º a 15 de janeiro de 2021 foi efetivado pela empresa em dezembro. Desde então, os repasses do vale alimentação estão sendo realizados no meado de cada mês, tornando ilegítimo o relato de que os colaboradores estão há dois meses sem receber vale alimentação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Redes Sociais


Fale Conosco

Preencha os campos abaixo, e assim que possível entraremos em contato
Enviando...
Mariani 24h © Copyright 2021