O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Adolfo Menezes (PSD), sinalizou que as comissões permanentes da Casa continuarão sendo lideradas pelos mesmos partidos, mas que a troca de membros deve ocorrer. Atualmente, a AL-BA conta com 10 comissões permanentes, são elas: Agricultura e Política rural; Constituição e Justiça; Defesa do consumidor e Relações de trabalho; Direitos humanos e Segurança pública; Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia, e Serviço público; Finanças, Orçamento, Fiscalização e Controle; Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo; Meio Ambiente, Seca e Recursos Hídricos; Saúde e Saneamento; e Direitos da Mulher.

"Já estive com os líderes para marcar uma reunião com a nova Mesa Diretora para que a gente já faça a programação de votação. Sobre as comissões, ficou acertado com os líderes que continuarão na mesma distribuição por partido. Vai mudar alguns membros", afirmou o presidente da Casa ao BNews. Atualmente, o PT e o PSD são os partidos que lideram o maior número de comissões com duas cada um.

Divisão das comissões por partido:

Agricultura e Política rural- PSD
Constituição e Justiça- PT
Defesa do consumidor e Relações de trabalho- PSDB
Direitos humanos e Segurança pública- PT
Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia, e Serviço público- PSB
Finanças, Orçamento, Fiscalização e Controle- PP
Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo- DEM
Meio Ambiente, Seca e Recursos Hídricos- Republicanos
Saúde e Saneamento- PSD
Direitos da mulher- PCdoB

A oposição na Assembleia comanda três das 10 comissões permanentes, são elas: Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo; Defesa do consumidor e Relações de trabalho; e Meio Ambiente, Seca e Recursos Hídricos . As demais são presididas por partidos da base aliada da gestão estadual.

Ele destacou que ainda está se acostumando a nova posição que ocupa e que apesar do apoio do governador Rui Costa (PT) para sua eleição, o Legislativo continuará independente do Executivo. Vale relembrar que a presidência de Adolfo foi acertada em um acordo firmado entre o governador Rui Costa (PT) e Nelson Leal (PP), ex-presidente da Casa. 

Apesar da existência do acordo, o PP chegou a lançar a candidatura do deputado Niltinho, que retirou após a composição de um novo acordo da legenda com o governador. Quanto ao posicionamento do PP em ter lançado uma candidatura e depois retirado, Adolfo Menezes classificou como um elemento que faz parte da disputa pelo poder. 

"Já está em jogo aí 2022. O PP, PCdoB, PSD, PT, todos os partidos, faz parte. O que importa é que acabou chegando a um bom termo com a eleição, dando tudo certo", declarou.

O novo presidente da Assembleia afirmou que o funcionamento deverá continuar remoto no mês de fevereiro, mas que pretende se reunir com os líderes partidário e com a área médica para acertar o retorno ao presencial. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Redes Sociais


Fale Conosco

Preencha os campos abaixo, e assim que possível entraremos em contato
Enviando...
Mariani 24h © Copyright 2021