A Justiça do Trabalho concedeu liminar que suspende a demissão coletiva de funcionários da Ford da unidade de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), que teve suas atividades encerradas no dia 5 de janeiro.

A decisão do juiz Leonardo de Moura Landulfo Jorge, da 3ª Vara do Trabalho de Camaçari, determinou que enquanto os contratos de trabalho estiverem em vigor, e os acordos coletivos estiverem na mesa de negociação, a Ford não poderá suspender o pagamento dos salários e das licenças remuneradas dos trabalhadores.

Caso a empresa contrarie a decisão, pode ser enquadrada em prática de "assédio moral negocial, de apresentar ou oferecer propostas ou valores de forma individual aos trabalhadores, durante a negociação coletiva, devendo, caso seja do seu interesse, informar a coletividade das tratativas através de comunicados oficiais".

Caso a liminar não seja cumprida, a multa estipulada é de R$ 1 milhão com acréscimo de R$ 50 mil por cada trabalhador atingido. A empresa pode recorrer da decisão.

 

 

 

 

 

 

 

Redes Sociais


Fale Conosco

Preencha os campos abaixo, e assim que possível entraremos em contato
Enviando...
Mariani 24h © Copyright 2021