Após um novo encontro virtual prefeitos e técnicos das secretarias estaduais da Educação e da Saúde, nesta quinta-feira (11), o governador Rui Costa (PT) informou que ainda não foi possível fixar data para retorno das aulas presenciais na Bahia. 

Rui voltou a comentar que as taxas de ocupação de leitos e de mortalidade pela covid-19 serão determinantes para a escolha de um momento para o reinício das atividades escolares.

Membros da União dos Municípios da Bahia (UPB) e outras autoridades também participaram da discussão em torno dos critérios que darão estrutura para que o retorno às aulas presenciais na Bahia possa acontecer. 

“É importante que nós estamos tendo esse diálogo para formar uma frente única com os municípios. Queremos o retorno das aulas, entendemos que é fundamental para o desenvolvimento de nossos jovens, mas o momento não está fácil e infelizmente estamos constatando pelo número de leitos ocupados, óbitos e de crescente demandas nas UPAs é que a doença não está diminuindo, pelo contrário. É um problema grave que requer todo o nosso foco antes que possamos pensar num retorno”.

Uma nova reunião será marcada na próxima semana com representantes do Ministério Público Estadual, da Defensoria Pública e do Tribunal de Justiça da Bahia para apresentar os dados que já foram discutidos.

 

 

 

 

Redes Sociais


Fale Conosco

Preencha os campos abaixo, e assim que possível entraremos em contato
Enviando...
Mariani 24h © Copyright 2021