Na avaliação do prefeito de Porto Seguro, Jânio Natal (PL), a hipótese levantada pelo governador Rui Costa (PT) sobre implantar um toque de recolher na Bahia para conter o avanço do novo coronavírus no estado é um exagero.

"A nossa opinião aqui é a seguinte: a gente ainda tem condições de atender as pessoas. A gente tá montando uma equipe muito boa pra isso. Respeito muito o pensamento do governador, mas Porto Seguro é diferente. Ou o povo morre de desemprego, ou pode ou não pegar o covid (sic)", disse, o prefeito.

Jânio Natal pediu que o governador desse atenção ao envio de equipamentos para hemodiálise  além de reparos em um tomógrafo do hospital regional, que, segundo o prefeito, volta e meia para de funcionar.

"Se a coisa desandar, perder nosso controle, aí, a gente pode tomar decisões mais radicais, mas, no momento, não é o que a gente quer [o toque de recolher]", completou o prefeito de Porto Seguro.

 

 

 

 

 

Redes Sociais


Fale Conosco

Preencha os campos abaixo, e assim que possível entraremos em contato
Enviando...
Mariani 24h © Copyright 2021