Os petroleiros da Bahia decidiram entrar em greve por tempo indeterminado a partir desta quinta-feira, 18. De acordo com informações do sindicato (Sindipetro), a categoria protesta por direitos, empregos e contra a insegurança, pressão e o assédio moral.

No primeiro dia de greve, os petroleiros farão um grande ato em frente à Refinaria Landulpho Alves (Rlam), localizada no município de São Francisco do Conde, a partir das 7h. Segundo o Sindipetro, o local será vendido ao fundo árabe Mubadala, o que causa insegurança entre os trabalhadores próprios e terceirizados da Petrobras.

“Em nenhum momento, o Sindipetro foi chamado pela Petrobras para discutir como vão ficar os contratos desses trabalhadores caso a venda da Rlam seja concretizada. Sabemos que muitos trabalhadores terceirizados serão demitidos e os próprios estão sendo pressionados a aderir ao Plano de Demissão Voluntária, ou serão transferidos para outros estados”, afirmou, em nota, o diretor de comunicação do Sindipetro, Radiovaldo Costa.

O sindicato garantiu que irá manter apenas o efetivo mínimo para garantir os serviços indispensáveis à população.

 

 

 

 

 

 

 

 

Redes Sociais


Fale Conosco

Preencha os campos abaixo, e assim que possível entraremos em contato
Enviando...
Mariani 24h © Copyright 2021