O ano letivo na rede municipal de ensino de Salvador será iniciado de forma remota, a partir da próxima segunda-feira (22), e as gravações das aulas estão a todo o vapor na Escola Municipal Paroquial da Vitória, localizada no bairro da Vitória. Em uma sala de aula adaptada com câmeras, microfones, monitores de TV, livros e pela famosa lousa, o sinal de ok da produção é o que a professora, Andreia Santos, de 44 anos, precisa para iniciar a gravação do conteúdo que será transmitido pela TV para os estudantes.

A iniciativa faz parte do Plano Emergencial de Educação, da Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Educação (Smed), que contempla a recuperação dos conteúdos de 2020 e o atendimento ao currículo deste ano, para garantir que os alunos não atrasem os estudos. Sem previsão para retomada das aulas presenciais, as unidades escolares ofertarão o ensino remoto, que poderá migrar para o formato presencial ou híbrido, desde que haja liberação das autoridades de saúde, considerando a segurança dos alunos, professores, comunidade escolar e familiares.

Andreia explica que as aulas são importantes para garantir que os alunos sejam assistidos. “É fundamental para que todos tenham a oportunidade de aprender e viver os conteúdos, que depois serão trabalhados em sala através de blocos de atividades e intervenções realizadas pelas escolas. Esse é um momento diferente, todos nós estamos aprendendo e buscando alternativas para que as nossas crianças não fiquem desassistidas. O apoio e incentivo das famílias também são importantes para trilhar esse caminho. Juntos, nós vamos alinhando e fazendo com que as possibilidades fiquem ainda melhor”, disse Andreia.

No cronograma, serão disponibilizados para os estudantes conteúdos de disciplinas, como Português, Matemática, Artes e Educação Física, dentre outras. As gravações contemplam turmas dos anos iniciais e finais, Educação para Jovens e Adultos (EJA) I e II, e Regularização de Fluxo. As aulas poderão ser acompanhadas pelos canais de televisão 4.2 (Anos Iniciais e EJA I) e 4.3 (Anos Finais, Regularização de Fluxo e EJA II). No total, 112.262 alunos serão beneficiados pelas aulas à distância.

Abrangência – De acordo com o secretário da Smed, Marcelo Oliveira, o uso da televisão como instrumento do ensino remoto é muito importante, principalmente, por sua abrangência. “No Brasil, quase 97% dos domicílios têm um aparelho de televisão. Ou seja, as aulas serão transmitidas por esse meio e chegarão a um número muito grande de nossos alunos, senão a totalidade deles”, afirmou.

O gestor lembra ainda que, além dos dois canais exclusivos em TV aberta para distribuição do conteúdo programático da Rede Municipal, os alunos também serão acompanhados pelos professores e terão atividades diárias para aprofundamento e fixação do aprendizado.

Emoção – Ao finalizar a gravação da aula remota, a professora deixou uma mensagem saudosa e de esperança para os alunos. “Eu tenho um vínculo muito forte com os meus alunos, está longe deles está sendo muito difícil. Mas, fico feliz em saber que eles estão bem e em segurança. Aos pais, peço que incentivem cada vez mais seus filhos para que eles possam continuar adquirindo conhecimento nesse momento difícil. Aos meus alunos, desejo que tenham esperança e nunca deixem de aprender, porque tudo vai passar e logo, voltaremos a matar a saudade do aprendizado em sala de aula”, declarou Andreia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Redes Sociais


Fale Conosco

Preencha os campos abaixo, e assim que possível entraremos em contato
Enviando...
Mariani 24h © Copyright 2021