Todos os parques públicos de Salvador serão fechados a partir deste sábado (20). A medida engloba o movimentado Parque da Cidade, o Jardim Botânico, a Lagoa dos Dinossauros, e o Parque dos Ventos, entre outros.

Essa é mais uma das decisões anunciadas pelo prefeito Bruno Reis para conter o avanço da pandemia na cidade. Segundo ele, as medidas anunciadas representam a desativação da fase 3 de retomada econômica da cidade, que começou a funcionar no segundo semestre do ano passado. Os parques ficarão fechados, inicialmente, por 8 dias.

 

"Praticamente todas as atividades previstas na terceira fase, como cinemas e teatros, que suspendemos na quarta-feira, agora com os parques públicos, praticamente suspendemos toda a terceira fase", explicou.

A decisão se soma a outras medidas e ao toque de recolher adotado pelo Governo do Estado para frear o avanço da transmissão do novo coronavírus. O prefeito explicou que a situação da pandemia na cidade mudou rapidamente, e que, por isso, foram necessárias adotar ações de isolamento novamente.

"Em muitos lugares os dirigentes esperaram o sistema estar à beira do colapso para tomar atitudes, mas a gente não. Desde que cheguei à prefeitura, nós trabalhamos muito, para não colocar medidas de restrição. Até o inicio de fevereiro as coisas estavam sob controle, mas a gente sempre alertou que a chegada de uma nova variante poderia  levar à necessidade de adotar novas medidas de isolamento social e até correr o risco de perder o controle da pandemia na cidade", disse.

 

Nos últimos anos os parques de Salvador se transformaram em espaços de lazer mais atrativos para a população, principalmente aos fins de semana quando multidões se aglomeram nos bancos, gramados e brinquedos.

Na Lagoa dos Dinossauros, no Stiep, a quantidade de visitantes foi tão grande que virou notícia, e a prefeitura precisou adotar um sistema de cadastramento para evitar que grandes multidões se aglomerassem. A atendente de call Center, Isabela Nunes, 32 anos, levou o filho para conhecer o espaço e contou que sentiu diferentes emoções.

“Primeiro, fiquei impressionada com a criatividade do povo em construir aquelas réplicas tão reais. Fiquei feliz por ver a alegria do meu filho que achou tudo o máximo, e, depois, assustada porque o local estava lotado e poderia ser um espaço de contaminação. Fizemos as fotos e voltamos logo para casa”, contou.

 

No Parque da Cidade, no Itaigara, não é muito diferente. Com mais espaço que a Lagoa dos Dinossauros e uma paisagem verde mais ampla, o local recebe multidões aos fins de semana. São pessoas que vão caminhar sozinhas ou passear com os cachorros, andar de patins, skate ou bicicleta, ou que vão fazer piquenique com a família.

Já os casais aproveitam a paisagem para fazer ensaios fotográficos, enquanto crianças alternam entre os brinquedos e o gramado, e até o pessoal do futebol se reúne para algumas partidas.

O Parque dos Ventos, na orla da Boca do Rio, tem o mesmo apelo esportivo com centenas de pessoas usando o espaço para caminhar ou praticar algum outro tipo de esporte. O Jardim Botânico, em São Marcos, por sua vez, reúne pesquisadores, estudantes e curiosos da botânica em salas fechadas e espaços de pesquisa.

Confira as medidas de restrição anunciadas nesta sexta-feira:

Comércio restrito
Nos bairros da Pituba, Brotas e Itapuã, que têm o maior número de infectados, o comércio terá horário restrito novamente, como aconteceu no ano passado. O comércio só poderá funcionar entre 10h e 16h. 

Os serviços essenciais podem continuar funcionando: mercados, panificadoras, delicatessen, agências bancárias, cartórios, açougues e farmácias. Também podem funcionar serviços de saúde como: laboratórios de análises clínicas, de imagem, clínicas veterinárias. Serviços de delivery e retirada de comida no local podem funcionar depois desse horário.

Atendimento ao público suspenso
O atendimento ao público da prefeitura e os serviços que não sejam essenciais serão suspensos a partir da próxima terça-feira (23). Os serviços ficarão suspensos, inicialmente, por 8 dias. 

Segundo o prefeito, só irão funcionar nas prefeituras-bairro o serviço de recadastramento do SUS para receber a vacinação. Além disso, todos os secretários municipais terão que apresentar um plano de suspensão das atividades não essenciais, mantendo em funcionamento apenas os setores que não podem parar.

No entanto, a medida não vai afetar as secretarias que trabalham diretamente com o combate à pandemia, como Segov, SMS, Sempre, Seman, Semop, Limpurb, Sucop, Desal, Conselheiros Tutelares, Guarda Municipal e Transalvador.

Bares, restaurantes e escolas
Todos os decretos que estão vigentes que determinam medidas mais restritas foram renovados por mais 14 dias. Entre eles, o decreto que regula o funcionamento de bares e restaurantes no Rio Vermelho e Itapuã.

Lá, está proibida a comercialização e consumo de bebidas em espaços públicos no Rio Vermelho e Itapuã, de sexta-feira a domingo, das 17h às 7h do dia seguinte. Além disso, bares e restaurantes não podem vender alimentos e bebidas para pessoas que estejam em pé, tanto nas áreas internas quanto externas, bem como a obrigatoriedade da delimitação entre os estabelecimentos com utilização de barreiras físicas.

A suspensão das aulas presenciais também está mantida. "Não temos previsão de retomada de aulas presenciais em Salvador", ressaltou o prefeito.

Os decretos renovados também mantêm a redução de 30% do número de funcionários dos Call Centers; a proibição de ações de emissão sonora em logradouros públicos e estabelecimentos particulares, exceto quando autorizado em protocolo específico; o fechamento do Mercado Municipal da Liberdade; o horário especial, das 7h às 9h, em mercados e supermercados de atendimento exclusivo para idosos, pessoas com diagnóstico de câncer e em uso de imunossupressores.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Redes Sociais


Fale Conosco

Preencha os campos abaixo, e assim que possível entraremos em contato
Enviando...
Mariani 24h © Copyright 2021