Com o avanço da pandemia, Salvador passará a ter medidas restritivas mais duras para conter o aumento do número de casos. Nos bairros da Pituba, Brotas e Itapuã, que têm o maior número de infectados, o comércio terá horário restrito novamente, como aconteceu no ano passado.

A medida foi anunciada pelo prefeito Bruno Reis, nesta sexta-feira (19), durante entrevista coletiva. Inicialmente, ações serão válidas por sete dias, a partir da próxima segunda-feira (22).  

 

O comércio só poderá funcionar entre 10h e 16h.  Os serviços essenciais podem continuar funcionando: mercados, panificadoras, delicatessen, agências bancárias, cartórios, açougues e farmácias. Também podem funcionar serviços de saúde como: laboratórios de análises clínicas, de imagem, clínicas veterinárias, serviços de saúde de urgência e emergência e hospital dia; atendimentos de tratamentos contínuos a exemplo de oncologia, hemoterapia e hemodiálise; e estabelecimentos que forneçam insumos hospitalares.

Serviços de delivery e retirada de comida no local podem funcionar após as 16h, mas devem respeitar o horário do toque de recolher, decretado pelo governo do estado.

O prefeito Bruno Reis explicou que a medida visa reduzir a circulação de pessoas nesses bairros. "Para que a gente possa higienizar o bairro todo, inclusive o local onde ficam os ambulantes, para que possa restringir a circulação de pessoas nesse horário", disse.

 

Nesses bairros, serão reforçadas as ações de distribuição de máscaras; realização de testes rápidos e medição de temperatura; higienização e lavagem de ruas; ações de combate ao mosquito Aedes aegypti; apoio às instituições que atendam idosos, crianças e pessoas portadoras de deficiência, localizadas nas áreas; e CRAS itinerante.

Decretos vigentes
Todos os decretos que estão vigentes que determinam medidas mais restritas foram renovados por mais 14 dias. Entre eles, o decreto que regula o funcionamento de bares e restaurantes no Rio Vermelho e Itapuã.

Lá, está proibida a comercialização e consumo de bebidas em espaços públicos no Rio Vermelho e Itapuã, de sexta-feira a domingo, das 17h às 7h do dia seguinte. Além disso, bares e restaurantes não podem vender alimentos e bebidas para pessoas que estejam em pé, tanto nas áreas internas quanto externas, bem como a obrigatoriedade da delimitação entre os estabelecimentos com utilização de barreiras físicas.

A suspensão das aulas presenciais também está mantida. "Não temos previsão de retomada de aulas presenciais em Salvador", ressaltou o prefeito.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Redes Sociais


Fale Conosco

Preencha os campos abaixo, e assim que possível entraremos em contato
Enviando...
Mariani 24h © Copyright 2021