Os baianos vão ‘sextar’ mais cedo. Nada de bares, restaurantes ou qualquer outra movimentação depois das 22h de hoje em Salvador e outras 342 cidades do estado. A regra é clara: se não houver justificativa de urgência, todo mundo deve ficar em casa enquanto vigora o toque de recolher. Pela regra instituída pelo governo baiano em decreto, das 22h às 5h do dia seguinte, até o dia 25 de fevereiro, somente atividades essenciais estarão liberadas para funcionar. 

A medida foi adotada por conta do risco de colapso no sistema de saúde baiano devido ao aumento de casos de covid-19 e aos altos índices de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTIs) e de atendimentos nos gripários da capital. Essas unidades estão com longas filas e dificuldade de regular pacientes. No gripário do Pau Miúdo, por exemplo, os atendimentos saltaram de uma média de 1,1 mil mensais para 4,5 mil, somente em janeiro, com perspectiva de 5 mil atendimentos agora em fevereiro. 

 

Segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), ontem, dos 1078 leitos de UTI para adultos no estado, 76% deles estavam com pacientes graves do novo coronavírus. Nas UTIs pediátricas, a ocupação é de 67%. Em Salvador, dos 1049 leitos de UTI disponíveis para adultos, 75% estão ocupados. Nas pediátricas, a ocupação é de 74%. 

Fiscalização

A Polícia Militar da Bahia informou que, durante o período de restrições, irá direcionar os esforços da tropa junto com outros órgãos das administrações municipais para que as medidas previstas no decreto sejam cumpridas pela população. A orientação é levar os infratores resistentes para a delegacia. [

 

Mas, de acordo com a porta voz da PM-BA, major Flávia Barreto, o principal objetivo não é prender as pessoas. “Esta é uma ação para preservar a saúde e estamos orientando desde já para que as pessoas não permaneçam na rua. Caso encontremos pessoas descumprindo o que está estabelecido, aí sim iremos conduzir para a delegacia porque estarão cometendo dois crimes previstos no decreto, que é o de desobediência e o crime contra a saúde pública. Essa condução só será feita se as pessoas insistirem em permanecer nas ruas aglomerando. Quem estiver se deslocando para suas residências ou a procura de serviços essenciais, como farmácias e hospitais, poderá circular normalmente. Tudo será analisado e com muito bom senso iremos permitir ou não a circulação das pessoas”, esclarece. 

Os estabelecimentos comerciais e de serviços das cidades afetadas pelo toque de recolher deverão encerrar as suas atividades até às 21h30, para garantir o deslocamento dos funcionários e colaboradores às suas residências. Os locais deverão estar fechados e vazios às 22h. 

Segundo o governador Rui Costa, é necessária a colaboração de todos para as restrições não serem ainda maiores nos próximos dias. “Para a gente não ser obrigado, de forma compulsória, a voltar a fechar, em horário de maior movimento, é melhor que todo mundo contribua fechando no horário de baixo movimento, para que não sejamos obrigados a ampliar este horário, e o comprometimento da rentabilidade do negócio vai piorar”, disse.

 

Para Tomas Fagundes, um dos sócios do bar Zaccaria, que fica na Pituba, a medida vai trazer impactos significativos para os estabelecimentos. “Além de a gente se prejudicar como proprietário, os funcionários também saem no prejuízo, o que é o pior de tudo. A gente emprega, na verdade, famílias. E existe a possibilidade ainda de que não sejam só sete dias de decreto, então isso deixa todo mundo muito aflito”, diz ele.

A decisão dele para hoje foi de abrir o seu estabelecimento um pouco mais cedo, às 16h, e fechar às 20h. “Todos os funcionários e clientes devem estar em suas casas às 22h. Então, para que dê tempo de isso acontecer, a gente vai encerrar as atividades às 20h”, explica Fagundes. Na terça, quarta e quinta, o bar ficará fechado. “O prejuízo seria ainda maior se a gente funcionasse”, completa.

Já para o gastrobar Beckel’s, também na Pituba, a alternativa foi lançar promoções. “Hoje, quem vier de preto terá chopp dobrado a noite toda. Um protesto silencioso ao absurdo de alguns decretos”, diz o aviso nas redes sociais. A publicação ainda completa: “Não estamos tratando de bebidas ou diversão, mas de dezenas de milhares de empregos só na Bahia”. 

 

Ônibus urbano e frota reguladora

Os ônibus urbanos em Salvador farão sua última viagem às 22h30 e retomarão as atividades a partir das 5h do dia seguinte. Além dos veículos regulares, a Secretaria de Mobilidade (Semob) vai disponibilizar 20 ônibus da frota reguladora, distribuídos nas estações da Lapa, Pirajá, Acesso Norte e Mussurunga, que atenderão os corredores próximos de acordo com a necessidade, visando agilizar o escoamento de passageiros.

O órgão dará atenção especial aos Polos Geradores de Viagem (PGV), como shoppings e empresas de call center, que liberam uma grande quantidade de funcionários após o fechamento. Agentes de trânsito e transporte estarão nos principais pontos monitorando o atendimento e realizando os ajustes necessários para garantir o atendimento no transporte.

 

Outros modais

Táxis, mototáxis e motoristas por aplicativo poderão circular após às 22h, desde que fique comprovada a necessidade de atendimento às situações especificadas como exceção no decreto, que se resumem aos serviços de saúde e farmácia; ou em que fique comprovada a urgência do deslocamento. 

Em cumprimento ao decreto, a CCR Metrô Bahia vai antecipar o fechamento do Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas para às 22h30, a partir desta sexta. Até o dia 25 o metrô seguirá funcionando das 5h às 22h30, em todos os dias da semana.

A CCR também informou que, além da limpeza manual, que já havia sido reforçada, os trens agora passam por um processo de nebulização de névoa seca contra o novo coronavírus. O produto tem aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), não oferece risco à saúde humana nem ao meio ambiente e tem eficácia atestada pelo Instituto de Biologia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

No período definido no decreto, o Aeroporto de Salvador tem previstos 298 voos entre as 22h e as 05h, com cerca de 36 mil passageiros sendo embarcados. Quem tem passagem comprada pode ficar tranquilo. As viagens agendadas, com partidas ou chegadas no Aeroporto de Salvador, permanecem inalteradas durante o período do decreto estadual. A decisão garante que os profissionais que trabalham no terminal aéreo se desloquem entre suas residências e o trabalho. 

A assessoria do aeroporto reforçou que é importante que os passageiros estejam atentos, principalmente, ao deslocamento até o terminal nos horários de restrição, uma vez que serão permitidos transportes privados de passageiros, em táxis ou por aplicativos. Vale confirmar o voo junto à companhia aérea e manter os cartões de embarque em mãos no trajeto até o aeroporto.  

Os horários de funcionamento do sistema de travessia hidroviária entre a capital e as cidades de Itaparica e Vera Cruz também sofrerão alteração a partir da noite desta sexta-feira (19). 

No sistema ferry-boat, o último horário de operação da noite será às 21h30 tanto em São Joaquim, como em Bom Despacho. A partir de sábado (20), o primeiro horário passa a ser operado às 5h30 em ambos os terminais, e, a partir das 6h, as saídas ocorrerão normalmente de hora em hora.

Já no sistema de travessias por lanchas, o último horário não sofre alteração, porque segue até as 20h. Pela manhã, a operação tem início às 5h20, no terminal Vera Cruz, e posteriormente realiza o cumprimento da grade regular de horários, de meia em meia hora.

Horários dos shoppings

Entre os dias 19 e 25 de fevereiro, os shoppings de Salvador terão seus horários de funcionamento alterados. No mesmo período, os cinemas desses empreendimentos estarão com atividades suspensas, cumprindo o Decreto Municipal N°33.547/20. Programe as compras:

Shopping Piedade - De segunda à sexta: 10h às 21h, sábado: 10h às 20h, domingo: fechado
Shopping Paralela - De segunda a sábado: 10h às 21h, domingo: 12h às 21h
Shopping Center Lapa - De segunda à sexta: 10h às 21h, sábado: 10h às 20h, domingo: praça de alimentação de 12h às 20h e lojas das 12h às 18h 
Shopping da Bahia - De segunda a sábado: 10h às 21h; domingo: lojas das 13h às 21h e praça de alimentação das 12h às 21h
Shopping Bela Vista - De segunda a sábado: 10h às 21h, domingo: lojas das 13h às 21h e praça de alimentação das 12h às 21h
Shopping Barra - De segunda a sábado: 10h às 21h, domingo: 12h à 20h
Shopping Paseo - De segunda a sábado: 11h às 20h, domingo: funcionamento opcional das 13h às 19h
Shopping Itaigara - De segunda a sábado: 10h às 20h, domingo: fechado
Parque Shopping Bahia - De segunda a sábado: 10h às 21h, domingo: 12h às 21h
Salvador Shopping - De segunda a sábado: lojas de 10h às 21h e Bompreço de 7h às 21h, domingo: lojas de 12h às 21h e Bompreço de 8h às 21h. Espaço Gourmet: segunda a domingo de 12h às 21h
Salvador Norte Shopping - De segunda a sábado: 10h às 21h, domingo: 12h às 21h. Big Bompreço: segunda a domingo, das 9h às 21h

Os clientes também podem realizar as compras através das plataformas “Salvador Shopping Online” (www.salvadorshoppingonline.com.br) e “Salvador Norte Online” (www.salvadornorteonline.com.br). Além dos sites, as compras podem ser feitas também pelo aplicativo das plataformas (disponíveis gratuitamente para Android e IOS) e a entrega nos Drive Thrus de cada shopping.

Veja o que pode e o que não pode funcionar

Trabalho à noite - Quem trabalha durante o horário em que vigora o toque de recolher - das 22h às 5h da manhã do dia seguinte -  pode circular pela cidade,  desde que portando um documento comprobatório;

Vida Boêmia - Os bares e restaurantes da cidade devem estar vazios e fechados às 22h e não podem oferecer delivery;

Combustíveis - Os postos de gasolina podem funcionar, mas as lojas de conveniência instaladas nesses locais, não;

Supermercados - Têm de fechar às 21h30 e só podem reabrir no dia seguinte após o toque de recolher. Também não podem oferecer delivery no horário das restrições;

Remédios - O serviço de delivery só está liberado para as farmácias, que também podem funcionar após 22h;

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Liberados  - Durante a vigência do toque de recolher podem funcionar somente os serviços profissionais de transporte privado de passageiros, desde que seguindo estritamente as regras do decreto, e os serviços ligados às áreas de saúde e  de segurança

Redes Sociais


Fale Conosco

Preencha os campos abaixo, e assim que possível entraremos em contato
Enviando...
Mariani 24h © Copyright 2021