A Polícia Civil da Bahia afastou a delegada Gabriela Caldas Rosa de Macedo por um ano das suas funções, com efeitos retroativos a partir de 14 de dezembro de 2020.

A delegada, que tinha a função comissionada de delegada-chefe de gabinete da SSP-BA, foi alvo da Operação Faroeste, que investiga venda de sentenças na Bahia.

A força-tarefa, na época, também atingiu o então secretário da SSP-BA, Maurício Barbosa.

Conforme o afastamento, assinado pela chefe da PC-BA, Heloisa Campos de Brito, a decisão foi por conta do cumprimento à decisão proferida pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

 

 

 

 

 

 

 

Redes Sociais


Fale Conosco

Preencha os campos abaixo, e assim que possível entraremos em contato
Enviando...
Mariani 24h © Copyright 2021