A digital influencer e produtora Danny Rodrigues, de 36 anos, morreu com sintomas da Covid-19 na noite de domingo (7) em Sorocaba (SP).

Danny, que se identificava como gênero neutro mas preferia que usassem o pronome feminino para se referir a ela, promovia caravanas em programas de TV havia 16 anos.

A influencer foi sepultada na madrugada desta segunda-feira (8), no Cemitério Santo Antônio, em Sorocaba. A mãe de Danny, Edilene Scatena Rodrigues, de 53 anos, afirmou que pretende transferir o corpo ao Cemitério da Saudade, onde há outros familiares enterrados.

Edilene contou que os sintomas de Covid-19 começaram a se manifestar há uma semana. A influencer foi atendida na Unidade de Pronto Atendimento do Parque das Laranjeiras em Sorocaba, onde fez o teste de Covid-19, que ainda não teve o resultado divulgado, e recebeu medicação.

Na noite deste domingo, no entanto, Danny começou a ter sintomas mais fortes, como febre, coriza e diarreia. Diante da piora, ela retornou ao PA do Parque das Laranjeiras, onde morreu após ter sofrido sete paradas cardíacas.

"Na verdade, até agora não saiu o resultado [do exame]. Ela foi enterrada como [se estivesse com] Covid-19. No atestado de óbito, colocaram insuficiência cardíaca, pressão alta e diabetes, que ele não sabia que tinha", afirmou a mãe da influencer.

"Não sei onde ele pegou. Neste ano, fazia um mês que ela estava voltando ao trabalho. Essa doença matou meu filho em quatro dias.”

A mãe de Danny conta que a influencer sempre lutou para conseguir trabalhar com o que gostava, a TV. Danny começou como figurante em plateias e depois passou a promover caravanas.

"Era uma pessoa excelente, ajudava todo mundo quando podia. Era alegre e tinha muita amizade com famosos", afirmou a mãe.

 

 

 

Redes Sociais


Fale Conosco

Preencha os campos abaixo, e assim que possível entraremos em contato
Enviando...
Mariani 24h © Copyright 2021