Felipe Neto revelou em seu Twitter que foi intimido pela polícia para responder por “crime contra a segurança nacional”. O motivo, segundo o youtuber e influencer, teria sido chamar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de “genocida”. A queixa-crime foi aberta pelo filho “02” do chefe do Executivo federal, o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ).

 

“Carlos Bolsonaro foi no mesmo delegado q me indiciou por ‘corrupção de menores'”, completou Felipe Neto em uma publicação no Twitter.

 

 
O vereador fez uma postagem em suas redes sociais usando uma imagem em que a atriz aparece nua na série Nada Será Como Antes, e outra do youtuber fazendo uma careta. Carlos Bolsonaro, em sua publicação, citou o artigo 138 do Código Penal, que cita pena de 6 meses a 2 anos por caluniar alguém falsamente.

Na ocasião, Felipe Neto publicou em seu Twitter: “Carlos Bolsonaro abriu queixa-crime contra mim e Bruna Marquezine por xingarmos o presidente. Para divulgar a notícia, ele utilizou uma foto da Bruna nua, num trabalho de dramaturgia, com os seios cobertos por estrelinhas vermelhas, dando a ela uma conotação sexual de maneira rasteira, vergonhosa”.

“Carlos, um recado pra você: eu enfrento essa articulação do ódio há muito tempo. Você não me amedronta. Não é só a razão que está ao meu lado, mas também mais de 41 milhões de pessoas. Vocês podem botar medo em quem não tem como se defender, mas aqui não tem essa. Estamos prontos para todo tipo de covardia do lado de vocês e não vamos nos calar em função dessas tentativas nojentas de silenciamento. Os governantes devem temer seu povo, NUNCA o contrário. Nós vamos vencer”, completou.

 

 

 

 

Redes Sociais


Fale Conosco

Preencha os campos abaixo, e assim que possível entraremos em contato
Enviando...
Mariani 24h © Copyright 2021