O governador Rui Costa comentou nesta terça-feira (16) sobre a substituição de comando no Ministério da Saúde entre o general Eduardo Pazuello e o cardiologista Marcelo Queiroga. Segundo Rui, não dá para crer em uma mudança efetiva de postura do governo federal em relação à pandemia da Covid-19.

“Não acredito [em mudança]. Mas não porque sou descrente. Tenho muita fé em Deus e ele é capaz de operar muitos milagres, mas este não parece que vai ser operado neste momento. Tivemos a médica cardiologista que foi convidada e ela relatou como foi a conversa dela com o presidente e, portanto, ela recusou justamente porque o presidente deseja continuar exercendo próprio o cargo de ministro da Saúde. Ou seja, ele quer apenas alguém que dê nome e sobrenome à pasta, mas as orientações fundamentais estarão partindo sempre dele”, afirmou o governador, durante transmissão ao vivo nas redes sociais.

Governador fez críticas à condução do governo federal no combate à pandemia e disse que nenhum ministro que passou pela pasta da Saúde teve autonomia que deveria por parte do presidente.

“Nenhum dos ministros que passaram, ele deu autonomia. Então, não adianta trocar o ministro se quem está conduzindo permanece orientado na direção errada…de sempre negar a ciência e as ações que todos os países do mundo fazem para conter o vírus”, completou.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Redes Sociais


Fale Conosco

Preencha os campos abaixo, e assim que possível entraremos em contato
Enviando...
Mariani 24h © Copyright 2021