Batizado de ‘kit covid’ por bolsonaristas, remédios como ivermectina, cloroquina e azitromicina, que não possuem eficácia no tratamento de coronavírus comprovada pela ciência, tem por outro lado, gerado graves consequências aos pacientes que têm utilizado as substâncias de forma excessiva. De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, cinco pacientes esperam na fila de transplante por fígado na capital paulista, devido ao uso dos remédios que compõe o kit.

O jornal ainda relata que, segundo médicos, três pessoas já morreram com hepatite, que havia sido causada pelo uso dos remédios. Os profissionais de saúde também têm observado pacientes com hemorragias, insuficiência renal e arritmias decorrentes do uso dos medicamentos que aumentou com o agravamento da pandemia de coronavírus no país.

Os remédios têm sido defendidos pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) desde o início da pandemia, mesmo sem respaldo científico sobre a questão.

 

 

 

 

 

Redes Sociais


Fale Conosco

Preencha os campos abaixo, e assim que possível entraremos em contato
Enviando...
Mariani 24h © Copyright 2021