O Sindicato dos Rodoviários decidiu pela paralisação por tempo indeterminado na bacia operada pelo Consorcio Salvador Norte (CSN), a partir da próxima segunda-feira (29). Com isso, a região de Mussurunga e Orla da capital baiana ficarão sem ônibus.

A categoria teme que o acordo firmado entre o sindicato e a empresa para indenização dos trabalhadores não seja cumprida.

“A empresa vai decretar a caducidade, e num futuro próximo vai declarar falência. É um processo jurídico natural nesses casos. Com isso ele não vai pagar os valores indenizatórios dos trabalhadores. Vamos fazer uma briga jurídica para que o patrimônio da empresa resolva essa questão”, disse o vereador e presidente do sindicato, Hélio Ferreira (PCdoB).

Segundo Hélio, o valor da divida trabalhista gira em torno de R$ 82 milhões, que podem ser pagos se a empresa vender uma parte do patrimônio. “Com os créditos da Prefeitura são R$ 36,6 milhões. Uma das garagens vale em torno de R$ 50 milhões, com isso daria para pagar o valor”.

Nesta manhã, O prefeito Bruno Reis (DEM) anunciou o fim do contrato de intervenção na CSN e com isso a gestão municipal vai passar a assumir diretamente o serviço.

 

 

 

 

 

 

 

 

Redes Sociais


Fale Conosco

Preencha os campos abaixo, e assim que possível entraremos em contato
Enviando...
Mariani 24h © Copyright 2021