Nunca, nunca, na história do nosso país um gestor foi comparado à ação da bandidagem.

Abaixo um, apenas um, trecho do editorial  opinião, do Jornal do Brasil.

Fernandinho Beira-Mar, Marcola, Escadinha, Marcinho VP... a ação de todos esses bandidos juntos não se equipara à capacidade de destruição do ex-governador Sérgio Cabral ao Rio de Janeiro.

É inacreditável que o país assista a este delinquente, que responde a 14 denúncias e já foi condenado a 14 anos e dois meses de prisão em apenas uma delas, confrontar um juiz federal durante depoimento, afirmando cinicamente que é inocente e ainda se mostrar indignado quando questionado sobre propinas.

"Que maluquice é essa?", chegou a perguntar Cabral, mesmo após o volume de revelações feitas por membros da sua própria equipe de governo e seus parceiros de negócio. 

Cabral mantém postura arrogante mesmo após seus comparsas desmenti-lo, com revelações estarrecedoras sobre propinas milionárias nos mais variados setores do governo.

A gigantesca extensão da corrupção lança no ar a triste expectativa de que ela tenha se embrenhado por todas as secretarias de governo. 

Quando os próximos virão à tona? 

O maior problema é a repercussão no exterior da conduta de um ex-governador.  

O Rio de Janeiro, mesmo diante dos últimos desastres administrativos, “continua lindo”, como diz a musica.?

Perguntar não ofende.

 

Redes Sociais


Fale Conosco

Preencha os campos abaixo, e assim que possível entraremos em contato
Enviando...
Mariani 24h © Copyright 2022