Um dia após a entrada dos jornalistas como grupo prioritário na fila de vacinação contra a Covid-19, uma orientação do Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) deve inibir a inclusão de novas categorias do quesito.

Segundo documento enviado para a Comissão Intergestores Bipartite (CIB) na manhã desta quarta-feira, 19, juntamente ao Ministério Público Federal (MPF), o órgão solicita que o grupo se 'abstenha' de adicionar novos grupos como prioritários na fila da vacinação.

Ainda de acordo com a recomendação, mesmo após a aprovação da entrada dos profissionais da Comunicação acima dos 40 anos, será necessário explicar os critérios técnicos-científicos favoráveis para a decisão de incluir a classe no Plano Nacional de Imunização.

 

 

 

 

Redes Sociais


Fale Conosco

Preencha os campos abaixo, e assim que possível entraremos em contato
Enviando...
Mariani 24h © Copyright 2021